«Reconhecer artesãos e unidades produtivas artesanais que se destaquem pela qualidade dos seus produtos e pela adaptação ao mercado e capacidade de inovação» é o objetivo do Prémio Inovação, uma das categorias do Prémio Nacional do Artesanato (PNA) com que acaba de ser distinguida a empresa portomosense Victória Handmade, que se dedica à produção artesanal de cestas-mala de junco.
Entre maio e dezembro do ano passado, decorreram as candidaturas e os processos de apreciação e decisão, que envolveram não só o Comité de Avaliação como um júri que analisou as candidaturas.

Nessa missão «participaram entidades públicas e privadas com responsabilidades na dinamização do setor e que incluiu uma votação do público através da internet nas candidaturas finalistas», refere uma nota de imprensa. Victória Handmade, com sede na Corredoura, tem como principal rosto Esperança Vitória, jovem empresária do concelho de Alcobaça mas há muitos anos a viver em Porto de Mós, onde constituiu família. As cestas-mala saídas de Porto de Mós estão à venda em lojas nacionais e internacionais e já diversas vezes tiveram direito a referências elogiosas na imprensa nacional e estrangeira, nomeadamente na especializada em moda.