Joana Leal

Os nossos amigos de quatro patas

6 Jul 2022

Os animais de estimação fazem parte da nossa família e, como tal, merecem os melhores cuidados.

No verão as temperaturas aumentam e os nossos patudos precisam de refrescar. Em primeiro lugar, é importante que o animal tenha sempre disponível água fresca para beber. À semelhança dos seres humanos, também os animais precisam de mais hidratação no verão. Passear o cão ou o gato na hora de maior calor não é o ideal, é melhor optar por passeá-lo pela manhã ou ao final do dia.

A desparasitação interna e externa deve ser mantida todo o ano, contudo no verão as pragas de pulgas e carraças são mais frequentes.

A desparasitação externa dos cães e dos gatos pode ser feita através de pipetas, coleiras, comprimidos ou sprays, algumas apresentações podem ser administradas a partir do segundo dia de vida. O importante é que cubra a maior parte dos parasitas externos.

Os espaços que os animais frequentam também devem ser desinfetados e desinfestados. As pulgas, por exemplo, conseguem pôr por dia centenas de ovos, originando larvas que criam uma espécie de casulos que podem ficar agarrados aos tapetes e sofás e originar novas pulgas. Se o ambiente onde o animal vive não for devidamente desinfestado, os parasitas não são totalmente eliminados.

A desparasitação interna é também imprescindível. Os animais devem ser desparasitados desde o desmame, de 15 em 15 dias, até aos três meses. Por vezes, alguns já nascem com parasitas (transmitidos pela mãe) e outros adquirem-nos através do leite materno. Até aos seis meses, a desparasitação deve ser mensal e em adultos de três em três meses.

As férias estão à porta e infelizmente nesta época muitos animais são abandonados. Antes de tomar a decisão de adotar um animal, pense nos prós e nos contras, a adoção de um animal é uma decisão muito séria, que exige muita responsabilidade, paciência e cuidados. Os animais de estimação não são descartáveis, são membros da nossa família, que devemos tratar como tal.

Estas são algumas dicas para levar o seu amigo de quatro patas de férias:

  • Certifique-se que opta por um alojamento e praia que permita animais de estimação;
  • Para a viagem de carro leve uma transportadora adequada ao tamanho do cão/gato, e durante a viagem faça paragens de duas em duas horas;
  • Nunca deixe qualquer animal sozinho dentro do carro. Nem mesmo cinco minutos para ir buscar alguma coisa. Além de arriscar a vida, pode sofrer uma insolação, começar a ter dificuldades em respirar e chegar, inclusivamente, a provocar danos irreversíveis.

Boas férias!

Share This